"Foca"da

Pondo a verdade em foco

O Amor é Fogo

Na minha primeira semana de férias escolhi ler um livro de Nora Ephron, “O Amor é Fogo”, sob o título original de “Heartburn”. Ele se assemelha em muitos aspectos a um roteiro cinematográfico, na verdade ele deu origem ao filme, “A Difícil Arte de Amar”, estrelado por Meryl Streep e Jack Nicholson. Ao percorrer as 189 páginas traduzidas por Fal Azevedo a impressão é a de repassar as cenas do filme em sua mente com a narrativa em primeira pessoa.

Escritora do livro "Heartburn"

Escritora do livro "Heartburn"

Nora Ephron nasceu em Nova York em 1941, é jornalista, roteirista, produtora e diretora, entre seus trabalhos estão as comédias românticas: Harry & Saly – feitos um para o outro, Sintonia de Amor, Mensagem para Você e Julie & Julia interpretado por Meryl Streep com a estréia no Brasil marcada para agosto deste ano. Além de ter escrito o livro, “Meu Pescoço é um Horror”, a jornalista assina uma coluna para o site de notícias americano, “The Hunffington Post”.

Ephron se inspirou em um momento de sua vida no qual estava grávida e seu marido na época, o jornalista do caso Watergate, Carl Bernstein, teve um caso com uma mulher extremamente alta. Na introdução assinada em 2004 ela esclarece que escreveu o livro três anos depois do divórcio com o jornalista, 27 anos atrás, e que “romanceou levemente” alguns personagens e suas características. E descreve seu orgulho ao transformar o que pareceu uma terrível tragédia na época em comédia com um recheio composto por deliciosos diálogos e 16 receitas reconfortantes salpicadas ao longo dos 13 capítulos.

A trama tem inicio com a descrição da autora sobre o estado de Rachel Samstat uma judia nova-iorquina grávida escritora de livros de culinária e casada com um jornalista renomado, Mark, cronista influente no meio político. Ela descobre a afeição de seu marido por outra mulher ao encontrar uma dedicatória de Thelma Rice, também casada, em um livro de músicas infantis. “Meu querido Mark, eu queria dar algo a você que celebrasse o que aconteceu hoje, que mostra nosso futuro com tanta clareza. Agora você pode cantar estas canções para o Sam”, dizia a inscrição. Sam é o primogênito de dois anos do casal Samstat.

Esse era o segundo casamento de Mark e Rachel, eles se conheceram em uma festa e mantiveram seu relacionamento através da ponte aérea de Nova York e Washington até o dia em que ela decide aceitar a proposta de casamento dele e se muda para a capital estadunidense. Ambos acreditam que aprenderam com os erros do primeiro casamento e se dispõem a construir uma família saudável. Isso até o dia em que ele decide confessar seu amor por Thelma Rice e deixar bem claro que não iria deixar de vê-la.

Esse cenário demonstra como a autora consegue mesclar tragédia e comédia no relato romanceado de sua própria vida. Esse é o principal atrativo do livro e o que o torna em uma história completa, com gargalhadas e lágrimas durante a leitura, tudo na dose certa. Uma narrativa envolvente que trata de um drama familiar de maneira adocicada, mas com o acréscimo de uma dose certa de suco de limão.

No comments yet»

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: